Blog

Febraban Tech 2024

Confira como está sendo o maior evento de tecnologia para o setor financeiro

Febraban Tech 2024

26/06/2024
Compartilhe:

O maior evento de tecnologia e inovação do setor financeiro!

O Febraban Tech 2024, maior evento de tecnologia e inovação do setor financeiro, chega em sua 34ª edição e acontece entre os dias 25 e 27 de junho, no Transamerica Expo Center, em São Paulo. Abordando o tema central “A jornada responsável na nova Economia da IA”, o evento reúne as lideranças do setor financeiro, tecnologia, sustentabilidade, agro e áreas interessadas em inovação, para debates intelectuais sobre os temas mais atuais da economia digital que move o Brasil e o mundo.

Com estimativa de mais de 50 mil pessoas presentes durante os três dias de evento, em um espaço com quase 20 mil metros quadrados, o Febraban conta com 8 auditórios de conteúdo, 12 trilhas temáticas e 226 expositores. Os principais temas do evento giram em torno da inteligência artificial, segurança cibernética e a experiência do cliente, trazendo transformações contínuas para o setor financeiro brasileiro, que é referência em evolução digital no mundo!

A Meta esteve no Febraban Tech 2024 e, assim como a edição do ano passado, está trazendo os principais insights do evento para o público.

Primeiro dia de Febraban Tech 2024

No último ano, os eventos de tecnologia tiveram como tema central a Inteligência Artificial. O Febraban Tech seguiu a tendência e trouxe as aplicações da IA no setor financeiro. O foco dos painéis e palestras é expor e debater como a tecnologia facilita a experiência dos usuários e garante a segurança e principalidade dos clientes.

Tecnologia é negócio. Os palestrantes destacaram que a tecnologia não é apenas uma ferramenta auxiliar, mas o coração do negócio. É essencial adotar uma visão integrada e cross-setorial, focando nas necessidades dos clientes como o ponto central de todas as inovações e estratégias.

Um dos principais temas tratados foi a inteligência artificial a serviço do consumidor, em que as necessidades do cliente precisam estar no centro de todos os negócios. Conforme a era digital avança, os usuários se tornam cada vez mais exigentes e buscam soluções imediatas, rastreáveis e seguras. A tecnologia garante que cada ponto de contato na jornada deste usuário seja atendido de forma eficiente, gerando valor e simplificando as interações, proporcionando uma experiência direta, intuitiva e personalizada.

Além de adotar o uso da IA generativa no dia a dia, é preciso transformar a operação para que o negócio possa acompanhar essa mudança. O CEO da Huawei Digital Finance BU, Jason Cao, afirma que é essencial para as empresas construírem quatro competências para aproveitar as oportunidades dessa era:

  • Resiliência: investir na resiliência de instituições financeiras que se adaptam às mudanças, garante serviços always on para os clientes;
  • Modernização de aplicativos: o investimento em novos produtos assegura a agilidade das operações;
  • Inteligência: cria valor por meio de novos serviços e aprimoração da eficiência operacional;
  • Ecossistema: prospera com serviços de inovação integrados na jornada de digitalização.

Além de aproveitar os benefícios da IA generativa, é preciso estar atento aos desafios que ela apresenta. Entre as ameaças mais comentadas, podemos citar as falhas na tomada de decisão feita por IAs que podem se basear em afirmações discriminatórias; o uso de deep fakes para cometer fraudes bancárias; a segurança dos dados que são enviados para ferramentas generativas; e o impacto social e nos empregos.

Algumas informações importantes que foram compartilhadas durante os painéis do primeiro dia de evento, focando na inteligência artificial no setor financeiro:

  • Desde o último ano, houve uma rápida adoção de IA nos bancos, com 86% das instituições financeiras utilizando IA generativa de alguma forma;
  • Empresas que utilizam estratégias e soluções baseadas em dados fidelizam seis vezes mais clientes;
  • 90% dos executivos reconhecem a importância de ferramentas de governança robustas para gerenciar o ciclo de vida da IA, garantindo que ela se comporte conforme as expectativas do negócio;
  • A implementação de uma plataforma multimodelo, multicloud e híbrida é crucial para melhorar a performance e reduzir custos;
  • Os bancos estão focados em estabelecer um modelo de transformação operacional que alinhe estratégia, dados e pessoas, impulsionando o crescimento em escala através da IA generativa.

Podemos observar que os clientes e tecnologias inovadoras são os principais temas das empresas atualmente, trazendo a preocupação em todas as áreas, para que trabalhem neste propósito de trazer evolução digital para o consumidor que está no centro de todos os negócios.

Evento exclusivo com nossos clientes

No fim do primeiro dia do FEBRABAN TECH 2024 promovemos um evento exclusivo para nossos clientes e parceiros. Realizamos um jantar com a presença de mais de 20 empresas do setor, com líderes e decisores da área de negócios, em que foram apresentadas as tendências em tecnologia para jornadas de evolução digital dos mercados financeiro e segurador.

Além disso, realizamos um painel com nossa parceira Databricks, destacando como a inteligência artificial pode melhorar a eficiência operacional, experiência dos clientes e dos colaboradores.

Segundo dia de Febraban Tech 2024

O segundo dia do Febraban Tech 2024, foi marcado por diversas discussões focadas na principalidade e fidelidade dos clientes, prevenção de fraudes no setor bancário e, claro, o papel da inteligência artificial nestes processos.

A principalidade dos clientes é um dos maiores desafio dos bancos nos dias de hoje. A era da informação exige que todas as áreas das instituições considerem a jornada dos usuários como um todo, observando desde as diferenças de gerações até os produtos e serviços adequados. A construção de um relacionamento sólido com o cliente, compreendendo suas dores e preferências, é crucial. É importante reconhecer as diferenças geracionais e adaptar a comunicação e serviços conforme as preferências de cada grupo.

Além disso, um assunto que ainda é muito falado, é como a pandemia forçou as instituições a se reinventarem e transformarem rapidamente para atender as novas demandas dos clientes. Antes da era digital, um cliente comparava a experiência em uma instituição financeira com concorrentes do mesmo setor. Hoje, o mesmo cliente pode comparar sua experiência com empresas de qualquer ramo. A agilidade que ele experimenta em um aplicativo de mobilidade ou delivery, por exemplo, é a mesma agilidade que ele irá esperar quando realizar uma transação financeira.

Esse cenário exige que bancos e fintechs tornem os serviços cada vez mais rápidos e mais fáceis. Mas, ao mesmo tempo, é necessário garantir a segurança das operações. As fraudes no setor bancário aumentaram de forma brusca e são uma preocupação crescente dos bancos. A inteligência artificial tem desempenhado um papel crucial na detecção e prevenção de fraudes, identificando padrões suspeitos e respondendo rapidamente a ameaças.

Ainda que as instituições invistam em medidas de segurança para evitar golpes e fraudes, é essencial educar os clientes sobre as práticas seguras e aumentar a conscientização sobre o assunto, proporcionando informações claras e acessíveis. Então, ainda existe a necessidade do atendimento humano e personalizado, para que os usuários se sintam mais seguros e compreendidos em determinadas conversas. Garantir a segurança na jornada também é uma forma de fidelizar o cliente.

O cliente é a principal preocupação das empresas, que investem cada vez mais em uma experiência exclusiva e personalizada. Esse desafio tem sido superado com o apoio de tecnologias como a IA generativa, que deve estar cada vez mais presente na jornada do cliente, com o apoio de todas as áreas da empresa olhando para a necessidade dos usuários.

Terceiro dia de Febraban Tech 2024

No terceiro dia do Febraban Tech 2024, os debates centraram-se na segurança e experiência do consumidor na era pós-digital. A importância de garantir uma jornada segura para o consumidor, enfatizando que a rejeição de transações não só representa uma perda de receita, mas também um desafio na experiência do cliente e no aspecto financeiro.

A personalização da experiência do cliente, com perfis bem definidos de cada um e compreensão dos golpes mais comuns, é crucial para aumentar a eficiência na prevenção de fraudes. Os bancos reconhecem que, se um cliente não tiver uma experiência adequada, ele poderá optar por outro banco. Assim, utilizar experiências personalizadas para manter o engajamento do cliente e garantir integrações sustentáveis é fundamental para a fidelização.

Durante alguns conteúdos, executivos de bancos brasileiros afirmam que a migração para o sistema cloud está em andamento. Destacando que a adoção em nuvem facilita o registro das interações com os clientes e iniciativas de inteligência artificial, acelerando entregas e aumentando volumes.

No entanto, apesar da atualização estar em andamento, a migração total ainda enfrenta desafios, com menos de 50% dos sistemas tradicionais transferidos, conforme dados da própria Febraban.

A migração para a nuvem pode ajudar as instituições na maior segurança dos dados, redução de custos, flexibilidade e agilidade dos negócios, além de transformar e evoluir digitalmente as empresas para o futuro de escalabilidade.

Podemos perceber que a jornada do cliente é uma preocupação de todas as áreas das empresas. Foi o tema central de diversas discussões desses dias do Febraban Tech.

A computação quântica no mercado já é uma realidade?

Um tema inédito nos eventos de inovação é a computação quântica. Com discussões sobre seus dois aspectos principais: a física dos computadores e os cálculos computacionais. É importante as pessoas entenderem que a inovação principal estará no hardware, enquanto a matemática subjacente permanece constante. Atualmente, a tecnologia quântica está em evolução e ainda não está madura para casos de uso em produção.

A capacitação de equipes para o futuro é essencial, considerando que segmentos como o mercado financeiro, otimização de portfólio e dinâmica molecular estão mais avançados nesse campo. A computação quântica promete transformar processos que hoje levam anos, em poucas semanas.

Comunicação quântica, embora distinta da computação quântica, também foi destacada por seu potencial em proporcionar comunicações mais seguras entre as empresas e os clientes. Embora os computadores quânticos já estejam sendo testados, ainda não estão prontos para uso produtivo em larga escala. As expectativas são de que essa tecnologia se torne funcional antes de 2030, com o Brasil se posicionando como um dos líderes em investimentos nessa área nas Américas, sendo um dos pouquíssimos países no mundo que investe nessa tecnologia.

Os bancos estão estudando atentamente todos os processos desta inovação, para que proporcionem cada vez mais, uma experiência mais segura, robusta e próxima com seus clientes.

Se você quiser conferir mais sobre o Febraban Tech 2024, confira nosso ebook clicando aqui,

Compartilhe:

A Meta conduz organizações na conquista da maturidade digital dos seus negócios. É uma consultoria com mais de 30 anos de mercado e 3 mil colaboradores, com atuação global, e que entende a importância da aceleração dos resultados para manter os negócios relevantes em um mercado cada vez mais competitivo. A Meta oferece às organizações as soluções tecnológicas de transformação digital mais adequadas aos modelos e necessidades dos negócios e inspira uma mudança cultural – de ponta a ponta – gerando receita, reduzindo custo, e acima de tudo, valorizando as pessoas como principal capital dessa transformação.